Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Agosto e as modas

 

   Em termos de moda/vestuário/compras, Agosto é (também aqui!) um mês em que tudo vai a meio-gás. São os restos dos saldos que nunca mais largam as lojas mas dos quais já estamos fartas e são as novas coleções que vão chegando, com peças mais frescas ainda para dias quentes e que por isso "se calhar já não vale a pena investir" e peças para outono das quais ainda fugimos, já que as saudades de dias cinzentos e frios ainda não são nenhumas. E depois, em Agosto começamos a fazer a lista de peças a comprar para a nova estação, já que há básicos que precisam de ser renovados, ou tendências que precisam de chegar ao nosso armário. De maneira que até nisto da roupa, Agosto é um mês bem chatinho, embora ideal para poupar, especialmente depois de uma época de saldos (tal como se previa, umas quantas peças adquiridas por mim nos saldos vão voltando à loja depois de as experimentar em casa, com calma...). A mim, já não me apetece comprar nada para o verão (ok, muitas vezes o que se passa é que tenho de pôr o meu lado sério a trabalhar precisamente naquela máxima do "o verão está a acabar, não vou gastar dinheiro nisto") e ainda não me apetece nada, mas nada mesmo, trazer para casa roupas mais quentes (ok, se calhar apetece-me muito comprar umas calças clássicas pretas, da nova coleção da Zara, mas isso não conta, right? São um clássico intemporal, absolutamente indispnesáveis!), chegando-me mesmo a aborrecer entrar nas lojas e deparar-me com aquele cenário de restos de saldos vs confusão de padrões e peças de nova estação".

  Será Agosto um perfeito mês sem Zara?