Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

It`s Christmas time!!!


   Não é segredo para ninguém que eu gosto muito do Natal. Gosto assim de adorar e de babar com épocas natalícias como as que vemos nos filmes americanos. Para mim, a partir de 1 de Dezembro, devia existir banda sonora no mundo que nos acompanhasse para todo o lado, com sininhos e músicas natalícias daquelas intemporais e das quais nunca nos cansamos ano após ano. Para acompanhar os sininhos e as músicas, poderia existir sempre um cheirinho a canela no ar e, em dias alternados (para não cansar a cabeleira), todos nós usavamos um gorro de Pai Natal na cabeça! As casas seriam enfeitadas a rigor, com árvores gigantes e muitos bonequinhos espalhados pela casa e velas acesas (com cheiro a canela, claro!). Em todas as portas existiria uma coroa de Natal gigante e todas as janelas teriam pelo menos um conjuntinho de luzes a piscar desde o pôr até ao nascer do sol. Na noite de Natal, as famílias reuniriam-se em torno de mesas enormes, cheias de doces que ninguém tem barriga para comer depois de uma boa posta de bacalhau cozido. Para completar este quadro perfeito, na manhã de Natal, ao abrirmos a janela, deparavamo-nos com um cenário branquinho de neve, enquanto estavamos quentinhos nas nossas casas a beber um chá e a comer bolachas (de canela) que não engordam, só porque é Natal. 

   É tão fácil pintar um quadro de Natal perfeito...não fosse o Natal a época dos sonhos por excelência. Mas se tudo isto for difícil de conseguir, por um motivo ou outro, podemos sempre tentar tornar cada Natal o mais mágico de todos e, para isso, nem é preciso muito. Sorrir é fácil, é grátis e transforma o mundo de quem recebe os sorrisos e de quem sorri. O Natal também é isso, sorrir, apenas isso. O Natal também é, apenas e só, uma palavra sincera, um "Feliz Natal", um abraço, um gesto...O Natal é uma construção, mais ou menos distante daqueles quadros perfeitos que o cinema nos oferece. O Natal é, acima de tudo, um estado de espírito e uma forma de vivenciar uma época do ano. E nisto quem manda somos nós. É por isso que é tão fácil fazer desta a mais maravilhosa época do ano! 

   Uma boa época natalícia para todos!

1 comentário

Comentar post