Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Do coração

image.jpeg

 

Fria. Durona. Casca grossa. Distante. Desligada. Mau feitio. São tudo adjectivos pouco simpáticos que quem me conhece me poderia atribuir em algum momento da minha vida. E eu concordo. É verdade que é isto que eu sou. Ou posso parecer ser, o que vai dar ao mesmo. Mas, e pasmem-se agora, é precisamente isto que faz de mim humana. Tenho apenas 30 anos e longe de mim querer parecer um poço de sabedoria, mas a vida e a minha profissão têm-me ensinado que o importante é darmos o máximo de nós em tudo o que fazemos e somos, poupando sempre o nosso coração. Poupando-nos. O meu coração não é do tamanho do mundo, mas tem o tamanho suficiente para abrigar os meus para a vida e para receber outros tantos de passagem cujas vidas se cruzam comigo, seja por necessidade ou por diversão. Nunca me entrego totalmente ninguém mas não me importo de dar boleia a quem se sente perdido. Gosto de tocar as vidas dos outros sem que toquem na minha. Sou exímia na aplicação de mecanismos emocionais de autodefesa. E só assim se que consegue sobreviver e ser feliz nesta vida. Eu. Eu. Eu. Porque sempre que eu for inteira vou ser capaz de marcar, seja de que forma for, a vida dos outros. Porque sempre que eu me sentir feliz vou ser capaz de passar a minha felicidade à vida e quem sabe à tristeza de alguém. Sou fria. Sou durona. Sou casca grossa. Sou desligada. Tenho mau feitio. Tenho um coração que parece de pedra. E de facto é. Porque é difícil de quebrar e ainda mais difícil de alugar. Um coração que é tão orgulhoso é tão duro, que verga mas não quebra, mas que está cheio, a rebentar, de vontade de fazer da vida de tantos alguém um lugar melhor. Tudo o resto é o jeito dele sobreviver. Porque para viver não basta que ele bata. É preciso que ele sinta. E nisso ele é perfeito e bom rapaz.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.