Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Da vida e da morte

IMG_2414.JPG

 

Hoje fui visitar o Sr. A. Encontrei-o bastante debilitado, quase desaparecido numa cama articulada tamanha foi a luta que o cancro lhe deu. Falei com o Sr. A. Pouco, mas falamos. Despedi- me do Sr. A perto do meio dia e deixei-o na sua casa, com a filha e a esposa, que ao despedir-se me disse "metade do dia já está, vamos ver se aguento a outra metade". O Sr. A faleceu hoje, às 14h30. Menos de 3h depois de o deixar, o Sr. A. Deixou a vida, na sua casa, sozinho no quarto, numa cama doente. Afinal era para ele que a outra metade do dia já não estava reservada. E é isto que nos relembra que não somos nada e que nada é certo ou garantido. Absolutamente nada. Somos pequeninos e frágeis. Não somos nada. É a vida que é tudo e que um dia acaba. Vamos viver enquanto cá estamos.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.