Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

E então o que tens andado a ler?

1507-1.jpg

  Numa passagem pela secção juvenil da FNAC descobri o livro que deu origem à série de desenhos animados que mais marcou a minha infância. Não estava à espera de ser completamente absorvida pelo livro! Para quem, como eu, viu e viveu toda a série com imenso entusiasmo, o livro tem um sabor ainda mais especial, já que percebemos que a série foi uma reprodução fiel do livro. Não consegui dissociar as personagens do livro das personagens dos desenhos animados, de maneira que cada diálogo e cena tinha na minha cabeça as imagens, os sons, as paisagens e até a voz do narrador! Devorei-o! Nada mais que isso! 

 

image.jpg

   Na mesma passagem pela FNAC trouxe este "2084 - O fim do mundo". Nunca tinha ouvido falar, do livro ou do autor, mas o facto de "criar" um mundo futuro onde o Estado Islâmico dominou por completo tudo e todos foi o suficiente para me convencer de imediato. O enredo é mesmo esse: uma personagem que vive num mundo completamente fechado e radical, cheio de proibições e rituais, mundo esse que é uma suposição do que poderá ser um mundo dominado pelos Islâmicos radicais. Uma metáfora interessante, que nos deixa a pensar que aquela ficção poderá mesmo acontecer um dia, o que trará consequências ainda mais devastadoras do que as narradas no livro. 

 

CAPA_sindrome-de-antuerpia.jpg

   Autor completamente desconhecido para mim. Li algo sobre este livro há algum tempo, enquanto sugestão de leitura da escritora Margarida Rebelo Pinto. Estava com vontade de algo que falasse a nossa língua, por isso pareceu-me a altura ideal para ler este livro. Um acontecimento, meia dúzia de personagens, um suspeito, um segredo e um povo que sabe guardar os segredos da sua terra.

   Não o considero um grande livro, mas é um livro que facilmente nos agarra e no qual identificamos claramente características de um povo e uma povoação portuguesas. Confesso que por diversas vezes me deixou com a sensação de estar a ler algo de José Luís Peixoto...pelas personagens, pelo enredo, pela terra onde se passa a acção, pela escrita... talvez um livro mais ligeiro que os desse autor, mas claramente com características semelhantes. 

 

(Nos entretantos e transversal a todas estas leituras, vou continuando a ler aos poucos "O Fim do Homem Soviético", que é um livro interessante mas que para mim e pelas suas características de "documentário", por falta de uma história com começo e vontade de descobrir o fim, não dá para uma leitura contínua.)

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.