Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Em mim, podes confiar...

Disseste que passas tempo sozinho, não é o mesmo que saber que essa solidão te mete medo. Eu sei que acordas com medo, que te levantas com medo. Há uma razão para a vida ser feita de inúmeros seres e criaturas: quando tudo nos parece um túnel escuro e sem saída, os outros são amparos de luz, são lanternas brilhantes dentro dessa escuridão que nos assola. Eu sei, meu marido, que aprendeste, desde muito novo, a não dar a mão a ninguém; aprendeste os perigos de confiar nas pessoas, porque elas deixam-nos, abandonam-nos, desiludem-nos. São um rasgão por dentro, tu próprio o escreveste. Mas, em mim, podes confiar. Estou aqui, tantos anos depois.

"O paraíso segundo Lars D.", João Tordo

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.