Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

«Gisberta»


   A 22 de Fevereiro de 2006, o transsexual brasileiro Gisberto Salce Júnior, 46 anos - conhecido por Gisberta ou Gis - morreu na sequência de várias agressões e o seu corpo foi encontrado submerso no fosso de um prédio inacabado, no Campo 24 de Agosto, Porto, depois de um dos jovens ter contado o sucedido a um professor. Sabe-se que Gisberta foi vítima de agressões violentas por parte de 14 jovens durante 3 noites consecutivas, tendo estas terminado quando os jovesn atiraram Gisberta para o poço. Um perito médico-legal concluiu que o transsexual morreu vítima de afogamento e que as lesões que lhe foram alegadamente infligidas pelos menores não eram fatais.

   A 22 de Fevereiro de 2014, Rita Ribeiro vestiu a pele da mãe de Gisberta e ofereceu a uma plateia emocionada a dor, revolta, raiva e profunda tristeza de uma mãe que perdeu "o seu menino lá no país estrangeiro". Durante uma hora e exactamente 8 anos depois pudemos sentir uma pequena amostra do que poderá ter sido a dor daquela mãe e nós, assim como Rita Ribeiro, revoltamo-nos ao perceber que foi no nosso país que um dos mais vergonhosos exemplos de discriminação aconteceu. No final, uma Rita Ribeiro emocionadíssima e uma plateia que saiu da sala de lágrimas nos olhos e carregada daqueles silêncios que nos deixam a pensar.

  

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.