Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Maio

Nenhuma casa sobrevive sem respirar e, enquanto finge, não respira. O Inverno e a modernidade são boas desculpas para impedir a respiração das casas. Em Maio deixa, porém, de haver pretexto para fingir. As casas fazem-se respirar abrindo janelas e postigos, baixando e subindo persianas ou entreabrindo portadas e cortinas, compondo e forçando correntes de ar, expondo e não ao sol.»

Pedro Guilherme - Moreira, "Livro sem Ninguém"