Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Preciso de ti

Os filhos não precisam da presença física dos pais 24h por dia. Precisam sim de disponibilidade e entrega no tempo que existe, seja ele qual for, e de carinho, estímulos positivos e regras, mais do que brinquedos, chocolates ou qualquer outra coisa material.

E precisam de ouvir, as vezes que forem precisas; “és a coisa mais querida do mundo!”, “És a melhor coisa que me aconteceu."

Mário Cordeiro

 

   O J.N. é um menino de 11 anos que ainda está no 3º ano e de quem parece que toda a gente tem dificuldade em gostar. Diagnosticado com um grave quadro de hiperactividade com défice de atenção, é movido a comprimidos que procuram acalmar o excesso de energia que traz dentro de si.    O J. N. é um furacão - de energia, de sentimentos, de revolta, de raiva, de mau comportamento, de tudo o que menos se gosta numa criança e que a torna o alvo fácil de acusações e discriminações, ou o elo mais fraco, porque quando algo corre mal, se o J.N. está presente, a culpa é do J.N., sejam miúdos ou graúdos a emitir a sentença.

   Mas o J.N. também é um menino cheio de sonhos, inocência e vontade de ser tudo e capaz de tudo. E como todos os meninos, o J.N. gosta de ser gostado, de se sentir gostado e, por isso, o J.N. é um menino carente e ávido de atenção e afecto.

   O J.N. é aquele menino que muitos rotulam de "mau" e sem "capacidade de socializar" mas que sempre que me vê corre para mim, abraça-me e pede-me "Posso estar contigo hoje?" enquanto me oferece gomas e rebuçados que tem no bolso.

   O J.N. é aquele menino que muitos evitam e "impossível de ter em casa, na escola ou no ATL" mas que enquanto ouve um sermão de grupo na sala do ATL onde também não o compreendem procura a minha mão como quem procura abrigo da chuva e não a larga senão depois de muitas insistências da minha parte. 

   E podia ficar aqui horas a dar exemplos de como o J.N. e todos os outros meninos como o J.N. que existem são crianças com crescimentos complicados, são crianças que dão trabalho, são crianças que cansam e por vezes nos levam à loucura, mas são, acima de tudo crianças que estão a tentar dizer-nos algo e esse algo é, muitas vezes, "preciso de ti". 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.