Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Saudável sim...mas nem tanto!

A propósito do que por aqui escrevi há dois dias, encontrei um artigo perfeito. Aqui ficam alguns excertos. Vale a pena lerem o artigo completo.

Como nutricionista, nos últimos tempos, tenho-me apercebido que algumas pessoas vivem escravas da dieta e criam uma obsessão muito pouco saudável com a comida.

Seguem páginas, instagrams,blogs, e tudo o que existe, numa tentativa de absorver toda a informação possível, mas não filtram essa informação nem a sabem adaptar à sua própria realidade. E a alimentação passa a ser a preocupação central do dia-a-dia com o objetivo de alcançar a “dieta saudável perfeita”.

A alimentação saudável não deve envolver restrições e não deve classificar os alimentos em “bons” e “maus” ou em “saudáveis” e “não saudáveis”. É preciso sim, adquirir um estilo de vida que promova saúde, mas sem entrar em negação com um dos maiores prazeres da vida: o prazer de comer.

Associada à alimentação está a socialização, que é drasticamente abalada por esta obsessão pela dieta perfeita.jantares com amigos, namorado/namorada, familiares, etc, tornam-se incompatíveis com a adoção destes comportamentos e o isolamento social é a consequência.

Outro grande problema associado à ortorexia é a criação de um sentimento de culpa quando as regras autoimpostas são quebradas e a tendência é a adoção de dietas cada vez mais restritas e as carências nutricionais vão-se refletir.

Uma alimentação saudável pressupõe uma alimentação variada, com quantidades adaptadas e proporcionando todos os nutrientes necessários ao individuo. Uma dieta saudável é uma dieta equilibrada. Eu costumo dizer que uma “má” refeição não torna ninguém pouco saudável, assim como uma “boa” refeição não torna ninguém saudável. O equilíbrio é a chave!

Mas não vai ser uma fatia de bolo, um gelado ou uma fatia de pizza numa data especial que vai fazer com que não obtenham os resultados pretendidos ou que se tornem pessoas “não saudáveis”.

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.