Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Mp3 deprimente

  

   Numa noite de sono difícil vou buscar o meu MP3, carrego no "play" e deixo-me levar. Deixo-me levar para locais bem longínquos da minha cama quentinha e bem menos agradáveis. Então não é que o meu MP3 está carregadinho de músicas deprimentes, daquelas de fazer chorar as pedras da calçada? Não há espírito positivo que se aguente com tanta música virada para a reflexão. 

   Mas pensando bem, este humor deprimido é muito característico dos "best sellers musicais"...amores e desamores, perdas e abandonos, solidão, dúvida, traição, tristeza, morte... tudo isto é traduzido para linguagem musical e invade-nos os ouvidos e a alma levando-nos a pensar "Caramba, mas eu também já me senti assim...", e então carregamos no play sucessivas vezes até que aquela música apague todas as nossas mágoas, não sem antes nos sentirmos bem infelizes, muito mais do que o responsável por todas aquelas palavras. 

    Num mundo já por si virado para a depressão (não, não vou falar da crise económica!), não deixa de ser curioso constatar que aquilo de que mais gostamos é exactamente aquilo que nos faz sentir ainda mais coitadinhos.  

   

   Felizmente no meu MP3 existe um rasto de bom senso sempre que toca ABBA. Ok é seculo passado, mas eleva-nos a moral e é disso que o nosso povo precisa!

 

Mamma Mia

 

   MAMMA MIA! Surpreendeu-me! O argumento é mais um entre muitos, sem grandes histórias, reflexões ou momentos de tirar a respiração, mas a banda sonora supera muitos outros filmes do género. A banda sonora é o filme e o verdadeiro argumento do mesmo e oferece-nos uma (re)visita ao melhor da famosa banda "ABBA", aqui interpretados (e muitíssimo bem) pelos diversos protagonistas deste musical, que encaixam a música perfeita no momento perfeito. Mamma Mia é um filme que transmite uma força e alegria imensa aos espectadores através das músicas intemporais dos ABBA. É um filme que nos põe um sorriso na cara, que nos faz bater o pézinho e que, quando termina, nos deixa a cantarolar e relembrar as músicas de antigamente. 

   Eu que sempre simpatizei com as músicas dos ABBA, tornei-me agora uma fã incondicional das suas músicas e das suas letras e do espírito que ambas transmitem.

   Continuo a cantarolar...

So I say
Thank you for the music, the songs I'm singing
Thanks for all the joy they're bringing
Who can live without it, I ask in all honesty
What would life be
Without a song or a dance what are we
So I say thank you for the music
For giving it to me