Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Escrever, porque sim


  Gosto de escrever. Desde que me conheço que gosto de o fazer. Mas gosto de escrever de forma livre. Não gosto que me imponham temas, limites de caracteres, timings para entregar algum texto...gosto de escrever quando me apetece (e nem sempre apetece), sobre o que me apetece e quanto me apetece, ainda que possa partir de um lado e terminar noutro ocmpletamente diferente. Hoje, por exemplo, apeteceu-me escrever sobre isto de gostar de escrever, ainda que não tenha nada de muito importante a dizer sobre isto, para além da ideia de que gosto de escrever. 

   Gosto de escrever sobre tudo e sobre nada. Sobre temas relativamente importantes e sérios e sobre coisinhas da vida que ninguém se lembraria de colocar em escrita. 

   Criei um blog principalmente porque gosto de escrever e porque os tempos modernos "exigiam" o saltinho do caderno para o mundo. Quando se cria um blog porque se gosta de escrever, ainda que não sejamos nenhuns escritores ou pessoas com pretensão a tal, ou que o nosso blog receba um número humilde de visitantes (adoro-vos a todos meus fofuchos!!!), passamos por momentos de alguma pressão da escrita, quando a vida e as responsabilidades nos roubam tempo de escrita ou simplesmente inspiração (tenho tantos momentos destes!) e ficamos dias e dias sem publicar seja o que for, que é o mesmo que dizer, ficamos dias e dias sem escrever um simples "olá". É nestas alturas que eu penso que ser escritor deve ser das profissões mais difíceis de se ter (correcção: de se nascer com, porque o dom da escrita profissional e de valor é inato e, ao contrário do que a maioria das pessoas que publicam livros pensam, não é, mesmo, para todos). Isto de ter de escrever, muito e muito bem, de forma regular, diária, quando há milhares de pessoas à espera para lerem as suas palavras, deve causar uma pressão indescritível, a não ser que se tratem de pequenos génios literários carregados de ideias para lá de espectaculares.

   Para nós, que escrevemos por diversão, por necessidade de pôr em palavras escritas o que não conseguimos ou não queremos pôr em palavras faladas, é tudo mais simples. A inspiração chega-nos a qualquer momento, de forma desregular, à medida das nossas vivências, das nossas necessidades, das nossas possibilidades e, acima de tudo, das nossas vontades. É isto que significa gostar de escrever - escrever apenas porque sim.  

   Não sei se estas palavras fazem sentido, nem tão pouco me interessa. Simplesmente, hoje, agora, apeteceu-me escrever isto...

Será a primeira vez que ganho algo com este blog?

 
   Na sequência do post aqui publicado a enfatizar as qualidades da renovada revista Saber Viver, oferecem-me uma assinatura semestral da revista!
  Ora, a ser verdade, que hoje em dia "quando a esmola é muita o pobre desconfia", eu estou extremamente agradecida e agradada, afinal, até já procurava o novo número nas bancas. Ágrada-me bastante o novo formato da revista e as informações que disponibiliza de forma simples e de fácil leitura, para além dos inevitáveis artigos de moda acessível que me levam a preferir folhear esta revista em deterimento das grandes fashion magazines (embora não vá deixar de adquirir uma ou outra, afinal, sonhar também faz bem).
   Assim sendo, o meu muito obrigada e mal posso esperar por receber a piquena cá em casa.

Me? Again?

 

   1001 pequenos nadas mereceu novamente o destaque do sapinho...Ser uma vez destacada é bom, ser duas vezes destacada é...hollywoodesco! Com a concorrência de peso que existe por toda essa blogosfera anfíbia, este miminho, juntamente com todo o sol com que temos sido premiados nos últimos dias, faz da vida um Carnaval antecipado!

   Obrigada Sapinho!

And the oscar goes to...

 

  Que prémio poderia uma mulher desejar senão o óscar de melhor guarda-roupa?? Heaven, I`m in heaven... Todo o meu esforço e dedicação reconhecido aqui pela Closet, a directora desta academia de óscar de Bloguywood.

  Muito obrigada pelo prémio. Podes ter a certeza que o mais belo vestido Chanel e o melhor par de sapatos Prada estarão nos meus pézinhos...e nos teus! Que melhor forma de retribuir este prémio senão dizer que:  O óscar de melhor guarda-roupa vai para...CLOSET!!! Com mais ou menos 10, acredito que mereças!

 

   E mais não digo que daqui a umas horas estarei numa sala de aula, de volta aos exames. Estes dias percebi que afinal já não gosto de estudar...