Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

That time of the year

Dezembro é frio. Lareira. Meias e camisolas quentinhas para os fins-de-semana em casa.

Dezembro é cházinho e bolachinhas a acompanhar um bom filme.

Dezembro são os meus 27 anos.

Dezembro são os primeiros saldos e as primeiras boas compras.

Dezembro é Natal!!! É montar a árvore de Natal e decorar a casa e arrancar o gato do pinheiro. É querer passar mais tempo na sala a olhar para as luzes que piscam no pinheiro. É a ceia de Natal da instituição e a escolha do outfit ideal. É prendas. É a noite de natal que parece que nunca mais chega e passa sempre depressa demais.

Dezembro é cheiro a canela, a bacalhau e batatas cozidas, a leite-creme, aletria e rabanadas.

Dezembro é cantarolar sem me cansar as mesmas músicas de natal de sempre.

Dezembro é uma semana de férias e descanso.

Dezembro é fim.

Dezembro é chegar a um novo ano.

Dezembro sabe bem!

 

A tentação do manto branco

  

  

   O Norte do País está coberto de branco. O Norte do País é, por estes dias, notícia de abertura de todos os telejornais, faz capa de jornal e ilumina os olhares dos portugueses. Já fazia falta um pouco de magia na vida dos portugueses. Pelo menos por uns instantes esquecem-se crises económicas, bancos e banqueiros corruptos, congressos de partidos, aldrabices políticas e outras pérolas do nosso Portugal.

   O Natal aproxima-se e há neve por todo o lado. As imagens fazem lembrar verdadeiros postais de locais do nosso imaginário. Ver estas imagens deixa-me feliz e aquece-me o coração. Afinal, o mundo ainda é um lugar bonito de se viver. E que melhor altura para nevar senão o Dezembro natalício? Já viram os sorrisos nas caras das crianças? Já viram os mais crescidos a fazer bolas de neve e a gritarem de entusiasmo? Já viram as famílias inteiras reunidas num passeio à neve (nem que seja para ficarem fechadas no carro, presas num estrada fechada)? Se este manto branco é responsável por tudo isto, então abençoada seja a tentação!

    Há magia no ar. Não deixem que ela derreta.