Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Pai(s)

   Os nossos pais saão os nossos modelos para muitos dos nossos passos. É inevitável. São eles que nos abrem os primeiros caminhos e nos mostram as primeiras imagens do mundo. Umas vezes melhor, outras pior, guiam-nos, dão-nos a mão, estão lá. São pais e isso confere-lhes o direito e a obrigação de olharem por nós para sempre, ainda que algumas vezes o façam de forma exagerada e nos deixem os nervos em franja.

   Hoje é dia do(s) Pai(s) (o dia da(s) Mãe(s) chegará, assim como as palavras para e sobre ela(s)). Não vou entrar no meu habitual discurso acerca dos dias disto e daquilo, porque começa a cansar, eu sei. Mas, ainda que não concorde com estes dias, hojé é dia do(s) pai(s) e, para aqueles que tendem a esquecer-se da importância do pai e da figura do pai, vamos, pelo menos hoje, admirá-lo e acarinhá-lo, mostrando-lhe que, ainda que as palavras muitas vezes faltem e as demostrações de afecto sejam parcas, ele é importante para nós, demasiado importante para prescindirmos da sua presença na nossa vida. Da minha parte estes dias não são necessários. Sou fã incondicional e número 1 do meu Pai. Admiro a sua personalidade, a sua inteligência, a sua determinação, a sua ambição e congratulo-o por tudo o que conseguiu na vida, com a luta e empenho que só os verdadeiros vencedores possuem. Olho para ele e desejo, um dia, chegar onde ele chegou, saber o que ele sabe, ser o que ele é, ter 49 anos e gostar do que ele gosta, fazer o que ele faz, ir onde ele vai, ter a imagem que ele tem. Olho para mim agora e vejo um reflexo do que ele é. "Ela é tão parecida com o pai" já faz parte da minha vida. Física e psicologicamente reflexos, com diferenças nos pontos cruciais. Nada me poderia orgulhar mais. Nada me poderia encher mais de esperança e certeza de que estou no bom caminho, que, se ele conseguiu, eu, com a mesma coragem e determinação que nos corre no sangue, também vou conseguir.

   Ele é o meu Pai. O meu Baldi. O meu Chico. O meu companheiro para a vida. Aquele que tenho a certeza que nunca me abandonará. Ainda que não concorde, não perceba, barafuste, discuta (suavemente...com ele sempre foi suavemente), aponte o dedo, amue...é o meu pai. E de um pai como o meu, do nosso pai, gosta-se sempre e para sempre.