Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Emoção na ponta do nariz

   «Imagine uma vida sem o aroma de uns lencóis lavados, de um bolo de chocolate a cozer no forno, do perfume do seu pai (...). Consegue? Um mundo sem cheiro, como um mundo sem cor, é como uma música com um só acorde: existe na mesma, mas não tem a beleza que ganha com as restantes notas.»

   O poder dos aromas é muito maior do que pensamos. Eles, tal como as cores, chegam-nos para nos darem informações sobre o meio ambiente que nos rodeia. Tanto nos pode dar uma sensação imediata de prazer ou nostalgia, como nos pode causar aversão. Isto porque assim que os cílios captam os cheiros, reconhecem-nos e enviam a informação para as regiões límbicas do cérebro, as principais responsáveis pelas questões emocionais e de memória.

   É como se a emoção estivesse na ponta do nosso nariz. E é  devido a esta estreita ligação entre o olfacto e a emoção que sentimos que um aroma do passado equivale a uma viagem no tempo que nos transporta mentalmente para o lugar ou situação em que o sentimos pela primeira vez. E, mesmo sem memórias, há odores que têm o poder de nos deixar bem-dispostos quando os sentimos. Tudo por causa do significado que têm em nós e para nós. Uns despoletam memórias contidas em nós, outros carregam moléculas que são captadas pelos receptores sensoriais e que o cérebro traduz como amistosos e prazerosos.

   Os cheiros (e as cores) transportam-nosp ara momentos bem passados, criam memórias e conseguem, só por si, alterar o humor. São a nossa ligação directa ao mundo. Uma ligação bem cheirosa e bem positiva.