Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Quando a romaria nos invade a casa

   Tenho a festa da terrinha literalmente à porta de casa durante os próximos 4 dias...isto ainda agora começou e eu não sei o que é pior: se a novena todos os dias às 21h desde o passado fim-de-semana e transmitida nas colunas pela rua fora e pela minha casa dentro (estou pró na reza do terço e em tudo o que é música passível de acompanhar a reza de um terço), se a música pimba até à 1h, se as colunas a passarem publicidade por cima de música pimba até à 1h, se a música dos carrinhos de choque (já perceberam, portanto, que isto de música é um fartote e todas ao mesmo tempo), se os trauseuntes que se passeiam na rua para cima e para baixo e que conseguem fazer-se ouvir por cima de toda esta miscelânia de sons, se o cheiro a farturas e afins absolutamente insuportável, se a barraquinha do doce teixiera mesmo aqui em frente, se aquela barraquinha de pipocas aqui ao lado (a única coisa positiva, portanto)...

   Animação não falta, portanto!

Já cheira a Natal

  

As horas passam depressa e o entusiasmo da noite mágica cresce dentro de cada um. Não há compras de última hora, nem correrias stressantes. Há doces para fazer, uma mesa para decorar, um bacalhau para cozer e presentes para abrir. Lá fora o mundo parece um clássico da Disney e entre um sorriso e um abraço os votos de um Bom Natal são entregues a todos os que se cruzam connosco. Já sinto o calor que a lareira liberta, que nos aquece o coração e nos embala as conversas. Já sinto o sabor do bacalhau cozido com batatas e legumes (do qual nem gosto, mas Natal é Natal por isso toca a comer), o sabor da aletria, do pão-de-ló, das rabanadas. Já ouço o estalar das nozes a partirem-se e o papel de embrulho a rasgar-se e a fazer surgir gargalhadas e olhares sorridentes.

   Já cheira a Natal e, por isso, só me resta agradecer por poder conservar esta magia toda dentro de mim e poder partilhá-la com todos aqueles que fazem parte da minha vida e de mim.

   Feliz Natal!

 

(E por aqui já se receberam as primeiras prendas de Natal. Qual criancinha excitada tive de rasgar imediatamente o papel e descobrir os bons gostos do meu namorado no que toca a escolher prendinhas para mim. Bigada mor!)

O dia imediatamente a seguir

 No final do noticiário num canal de televisão situado entre a RTP e a TVI, o Sr. Jornalista ensinou-me algo. Senão vejamos:

   -Vamos saber qual a previsão do estado do tempo para amanhã, dia 12 de Novembro, um dia mundialmente conhecido por ser o dia imediatamente a seguir ao S. Martinho...

   Ok...pois agora sei que para além dos dias festivos, temos os dias mundialmente conhecidos como sendo os dias seguintes a esses dias festivos!

   Ainda dizem que a vida não é uma festa!