Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Quem sou eu?

  

Um tal de Rolf Dobelli, especialista em qualquer coisa que ainda não percebi muito bem o quê, escreveu um livrito intitulado "Quem sou eu?", onde apresenta 777 perguntas (!!!! há quem tenha paciência para 777 perguntas sobre nós próprios?Medo...) que têm como missão aumentar o autoconhecimento de quem as lê. A revista Elle, apresenta as 20 mais interessantes (nível de interesse é subjectiva, como a escolha demonstra). Vejamos alguns exemplos:

   1. Além dos macacos, de que outro animal gostava que descendessemos? Ou preferia que pessoas diferentes descendessem de animais diferentes? - Uma questão bastante profunda, que me parece de facto determinante para que me sinta melhor ou pior pessoa. Descender dos macacos não me incomoda minimamente. Os bichinhos até são engraçados, inteligentes, agéis, comem fruta...o que me preocupa é encontrar humanos num nível de desenvolvimento inferior em relação ao dos macacos. O que me leva a questionar quem descende de quem...Quanto a descender de aminais diferentes, não é já isso que se passa? Consigo-me de lembrar de: vaca, boi, touro, porco, lesma, caracol, eu própria borboleta...

    2. Gostaria de poder ler os pensamentos das outras pessoas se elas também pudessem ler os seus?  - Não obrigada. Prezo muito a minha privacidade e a dos outros. Nem quero pensar a confusão que seria. "Como és capaz de pensar uma coisa dessas?", "Quem é que pensou?". Brrr...

   3.  O que lhe vem à ideia quando tenta não pensar em nada? - A minha preferida, confesso....o que pensamos quando não pensamos em nada...que tal, nada? E que tal, isso é impossível? Não temos botão On/Off.

   4. Acha que é uma vantagem lembrarmo-nos de quase tudo? Ou acha que seria melhor que depois de uma experiência vivida pudessemos ser nós a decidir se a guardaríamos na memória ou a esqueceríamos por completo? - A memória é apenas e só aquilo que de melhor possuimos. Sem ela não tinhamos passado, não tinhamos uma história, não tinhamos uma vida. Só aquilo que nos marca é memorizado. Positiva ou negativamente. Tudo o resto acaba por ir parar à reciclagem, É isso que nos torna únicos e seres humanos.

   5. Acha que os presentes que os três Reis Magos levaram ao Menino Jesus eram os mais indicados? O que teria você oferecido? - Igualmente boa e bastante pertinente. Who cares??? E, mais importante, o que é que isso revela sobre mim? Que sou mais ou menos consumista? Que gosto de ouro, incenso e mirra?  So what?

   6. Que cenário seria pior para si: nunca mais conseguir apaixonar-se ou ninguém voltar a apaixonar-se por si? - E quem controla isso, hein?

   7. Como agradece um presente que não lhe agrada? - Da mesma forma que agradeço um que me agrada: obrigaaddaaa (ok, ok, aqui a quantidade de "a" poder variar conforme o grau de satisfação). O que se faz depois com o presente é que já é outra história.

   8. Imagine que podia inventar novos sentimentos, como um químico cria novas substâncias. Que sentimento optaria por inventar para a humanidade? - E aqui posso imaginar 99% das respostas: Paz e amor!!! Ainda para mais em época pós natalícia as respostas seriam as mesmas de sempre.

   9. Tem peças de vestuário que lhe dão sorte? - Desgraçada de mim que tenho quilos de roupa e nunca encontrei essa peça mágica. Acho que vou aproveitar os saldos.

   10. Imagina-se a passar férias na praia com o seu chefe? Que quantia teria ele de lhe pagar para além do salário para a persuadir a fazê-lo? - Ui, ui...incentivos à...hum...como poderei ser querida...hum...venda de nós próprios?

   11. Qual dos dois é mais fácil de suportar para si: a distribuição desigual da riqueza ou da inteligência neste planeta? - é precisamente devido à desigualdade na distribuição da inteligência que existe tanta desigualdade na distribuição da riqueza.

   12. Este mundo seria um lugar melhor se os desejos se pudessem tornar imediatamente realidade? - Não, obrigada. Dado o nível de insatisfação e inveja do ser humano, o mundo seria um lugar (ainda mais) assustador.

   Ok. Parámos por aqui. Se 12 perguntas vos põem a pensar "Não há paciência para isto", imaginem umas magnificas 777... A questão é: qual o objectivo disto, quando se usa um título como "Quem sou eu"?