Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

«O centenário que fugiu pela janela e desapareceu», Jonas Jonasson

 

No dia em que Allan Karlsson celebra 100 anos, toda a cidade o aguarda para uma grande festa em sua honra.
Mas Allan tem outros planos... Morrer de velho? Sim, mas não ali!
Munido de um par de chinelos gastos, joelhos empenados e uma ousadia tremenda, Allan lança-se numa extraordinária aventura, arrastado numa torrente de equívocos e golpes de sorte.
E ao mesmo tempo que acompanhamos a sua última viagem (ou será que não?), conhecemos o seu passado, perdido entre guerras, explosões e mulheres fatais - qual delas a mais perigosa!
Uma estreia literária impressionante que conquistou centenas de milhares de fãs.
________________________________________
   Comprei este livro por curiosidade, ao encontrá-lo em promoção e notar que é um dos livros recomendados pelo Plano Nacional de Leitura. Foi um tiro ao lado. Não gostei. Achei-o excessivamente simplista, um escrita pouco madura e um enredo que chega a ser estúpido de tanta sorte que as personagens vão tendo ao longo das páginas. Esperava encontrar aqui alguma reflexão ironicamente profunda sobre o que será isto de se ser centenário revoltado com a idade e ainda cheio de vida, mas não foi nada disso que encontrei. Encontrei um enredo tão vazio de literatura que tive de prometer diariamente que o ia ler até ao fim.
   E li. Mas não recomendo.