Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

A importância de andarmos sempre com comidinha boa atrás de nós

2237-marmita-saudavel-alem-economizar-685x0-1.jpg

 Atualmente não existem desculpas para não comermos bem! A informação está por todo o lado, as dicas e sugestões são mais que muitas (na verdade, acho até que já são demais!) e comer bem é, mais do que nunca, delicioso! Nunca, como hoje, esteve tão na moda a marmita. O que aqui há uns anos era típico de empregados fabris e da construção civil, hoje em dia é sinal de inteligência, poupança e saúde. Nos dias que correm não é vergonha nenhuma andarmos com comidinha atrás de nós para todo o lado. Desde coisas mais simples para lanchinhos da manhã e da tarde, até marmitas mais completas com refeições com almoço, lanches e snacks, vale tudo, desde que o objectivo seja comer bem e em bom. 

   Eu sou daquelas que só não anda com uma mochila de comida atrás de mim porque não gosto de mochilas! Mas todos 5 dias por semana encho a minha "lancheira", que é bem grandinha, com tudo o que vou comer durante o dia de trabalho: o lanche da manhã, o almoço e os lanches da tarde (sim, quase sempre mais que um!). Para além disso, na minha secretária há sempre "soluções de emergência": tostas de arroz ou milho, maçãs, frutos secos e chá (já me salvaram num ou outro dia em que me esqueci da marmita). Ao fim-de-semana não carrego uma marmita, é certo, mas saio sempre de casa com fruta, água e tostas na carteira.

   Vá para onde for, levo a minha comida ou os meus snacks atrás: para o trabalho, para as formações, para um concerto, para passear, para viajar, nas férias, para casa de algum familiar...Poderá haver quem o considere doentio ou louco. Eu acho-o perfeitamente normal. O único senão é mesmo o facto de muitas vezes me faltar inspiração e paciência para preparar as minhas refeições.

   Pequenas mudanças trazem grandes diferenças na nossa vida, na nossa saúde e na nossa carteira! E uma vez que isto se torne parte da nossa vida e dos nossos dias não dá para fazer de outra forma!