Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Panda do Kung Fu

E a tarde de sábado foi agradavelmente passada numa sala de cinema com a companhia perfeita.

A escolha cinematográfica?

 

Depois da díficil decisão entre versão portuguesa e versão original, lá optamos por aquela que tem legendas, depois do comentário inteligente da querida que vende os bilhetes "Se são capazes de ler as legendas aconselho a versão original" (Ok! Eu tenho ar de miúda e ele olhar de menino que não quer crescer, mas ambos pertencemos à faixa etária dos 22 - 23 anos...).

O filme é agradável à vista e o panda  Po é suficientemente parvo e querido ao mesmo tempo, o que é positivo para nos arrancar gargalhadas. Os restantes "bichinhos" tornam "O Panda do Kung Fu" uma boa opção para uns momentos de descontração e boa disposição, com uma boa dose de artes marciais praticadas por mestres de 4 patas (nem todos!), pêlo (nem todos) e rabinho felpudo (também nem todos!).

Valeu a pena...

Ayaaaahhhh...