Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

1001 pequenos nadas...

...que são tudo, ou apenas esboços da essência de uma vida entre as gentes e as coisas, captados pelo olhar e pela mente livre, curiosa e contemplativa. Por tudo isto e tudo o resto: É PROIBIDA A ENTRADA A QUEM NÃO ANDAR ESPANTADO DE EXISTIR

Numa (verdadeira) tarde de Verão

...com muito sol e muito calor, nada melhor que "pegar" no namorado (na verdade, ele é que "pega em mim", já que o lovemobil é seu), na toalha de praia e no guarda-sol e lá vão eles rumo a uma praia carregadinha de gente, onde o francês se confunde com o português (a maior parte das vezes propositadamente). E não é que encontramos uma tarde de muito sol, calor totalmente suportável e (quase) total ausência de vento, em plena praia de Matosinhos (quem é do Norte, percebe muito bem esta minha admiração)?

   Sol, calor, amor e muitos sorrisos. Que mais podemos desejar para uma tarde de Verão?

(Foto retirada da Internet)

Absurdo

   Na praia de Matosinhos há senhores de vassoura na mão a varrer a areia acumulada...nos estrados de madeira de acesso à praia.

   Hum...mas afinal os estrados não estão NA areia e, aspecto relevante, NA PRAIA???

  

 

 

Sol, praia e calor

 

 

  Este fim-de-semana foi Verão!!! O sol brilhou com força, o pézinho caminhou pela areia, a toalha estendeu-se e o olhar perdeu-se no mar. Houve tempo para conversas, almoços, jantares, lanches, gelados, filmes, caminhadas, "tosta ao sol", risos, sorrisos e gargalhadas...Houve tempo para as coisas boas da vida.

   Haja Verão!!!

Praia perfeita

   A tarde perfeita precisa apenas da companhia perfeita no lugar perfeito. A companhia essa é sempre a mesma, porque quando estamos bem não queremos mudar. O local é uma praia com pouca gente, sol e um mar imenso ao fundo. É verdade que havia o vento e a areia pelo ar a colar-se ao nosso corpo e a fazer desaparecer as nossas toalhas (sábado é dia de panadinhos) e os fantásticos vizinhos a programar o "assalto" à loja dos "chinos" de costa cabral, mas quando estamos bem não existe mais nada à volta e mais nada importa. Estamos sós no mundo, tu e eu, os nossos sentimentos, as nossas palavras, os nossos beijos, as nossas brincadeiras.

   A praia é perfeita contigo. Afinal, foi ali que tudo começou...

 

Praia, finalmente...

   E depois de dias e dias de desespero e ânsia por um raio de sol suficientemente quente para me dourar a pele, finalmente os meus pés pisaram um pedacinho de areia, a toalha foi orgulhosamente estendida no areal, o protector solar espalhado pelo corpo relaxado e depois...nada, apenas o som do mar misturado com as vozes satisfeitas de famílias.

  É isto o Verão...sol, praia, pé na areia , olhar no mar (sim, só o olhar, porque a temperatura nada convidativa da água a tal obriga) e mão dada contigo.

 

   Quero mais.